PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA PAVÃO - ES - Link para página inicial

22ª Pomitafro atrai público superior a 25 mil pessoas

Por Cléber Sabino - Ascom-VP

E-mail: comunicacao@vilapavao.es.gov.br, tel: (27) 99962-1857

 

No domingo à tarde, último dia de Pomitafro, era visível o cansaço estampado na fronte dos seus organizadores.  Mas, junto com o cansaço, percebia-se também orgulho, satisfação e a certeza da missão cumprida.

A Pomitafro é um movimento cultural único. Surgiu em 1.989 com a finalidades de dar identidade cultural e promover a integração das três principais etnias que colonizaram o município de Vila Pavão. Seu nome é derivado das iniciais de POMeranos, ITAlianos e AFRicanos. Pela sua importância social e cultural se firma como um dos maiores eventos de integração do Estado do Espírito Santo.

O evento nos últimos anos cresceu muito em proporção, a programação se diversificou, mas preserva o caráter cultural. O comparecimento de público este ano superou em muito a previsão dos organizadores que esperavam 30% a mais em relação ao ano passado. Há quem diga que nos quatro dias de evento, em torno de 25 a 30 mil pessoas passaram pela festa. Se pensarmos que a população do município é de pouco mais de 9 mil pessoas, isso é uma coisa extraordinária.

O desfile das candidatas e eleição das princesas e rainhas das três etnias é uma grande atração da festa; as Esquinas Culturais Temáticas, realizadas na manhã do último sábado em vários pontos da cidade com serviço de café típico com produtos da culinárias das três etnias, oferecido gratuitamente aos participantes, e animadas com shows musicais por artistas da terra, entre outras atrações, serviram de aquecimento para o  “ 3º Percurso Pomitafro” que veio a seguir.

Durante a Pomitafro, Vila Pavão recebe grupos de dançarinos, artistas e visitantes de várias partes do Espírito Santo e de outros estados. O domingo principalmente é reservado ao resgate das danças do folclore germânico e italiano e mistura danças africanas, latinas e modernas num mesmo palco, um grande espetáculo à parte, único no ES com essa proposta que transforma o município num verdadeiro caldeirão de culturas.

As atrações noturnas, como sempre, embaladas por grandes shows musicais para todos os gostos lotaram a área de festa da cidade. O evento contou também com o 2º Encontro de Carros Antigos, mais uma atração que vem conquistando um público fiel e diversificando a programação . A mostra aconteceu na manhã de domingo (1), na área externa do parque de festas.

Mas o momento marcante foi o 3º percurso Pomitafro que ocupou praticamente toda a avenida que vai do centro da cidade até a Igrejona, levando em torno de 8 mil pessoas para as ruas e mostrando a grandiosidade da festa.

Depois que foi transferida para a área de festa, a pomitafro ganhou ares grandiosos, porém, esteve adormecida por seis anos, até ser retomada pela atual administração que entende que cultura é necessário e quando bem trabalhada pode gerar bons negócios e promover o município. E isso, tem acontecido. Nos dias que antecedem a festa, a movimentação no comércio de serviços, lojas e supermercados é intensa e logicamente,  o retorno financeiro é garantido.

O que impressiona é que a festa que nasceu numa escola, ganhou as ruas e cresceu em proporção, é realizada por gente da comunidade, moradores, servidores públicos, professores, estudantes e folcloristas que se entregam ao trabalho. Realmente, temos que tirar o chapéu para os que fazem a festa acontecer e os que coordenaram todo esse processo.

“As primeiras reuniões entre os Poderes Púbicos Municipais e a sociedade para dar forma à 22ª Pomitafro, começaram no início do mês abril. A ornamentação da cidade, a participação da população e do comércio do início ao fim, apoiando, enfeitando fachadas e vitrines e incentivando, foram determinantes. Isso deu força ao movimento e chamou a atenção dos que passavam pela cidade, e muitos deles voltaram para a festa. A CDL promovendo o “Esquenta Pomitafro”, deu o grito e antecipou o que seria a festa”, pondera o secretário município de Cultura e Turismo, Gil Leandro Bregër Lauvers Paz.

Na avaliação do secretário, a 22ª edição Pomitafro foi a maior de todas já realizada até hoje. “Essa Pomitafro foi a mais icônicas dos últimos tempos, ela foi grandiosa, mas sem perder o foco principal que é a nossa linda cultura. Eu como folclorista e como secretário de Cultura estou muito feliz e grato pela grandiosidade da Pomitafro que só pôde ser realizada, graças a colaboração voluntária da sociedade e ajuda finaceira do empresariado e comerciantes da região.  Estou exausto, mas com sentimento de dever cumprido com louvor. Pequenos erros acontecem, mas nada é perfeito e isso faz a diferença para melhoramos e aprendermos com humildade, a Pomitafro é muito maior que isso”, disse.

As comissões 

A festa é organizada pela secretaria municipal de Cultura e Turismo, coordenada por uma comissão gestora e realizada pelos grupos folclóricos, entidades culturais, igrejas locais e famílias pavoenses, através das comissões de: rainha, recepção e hospedagem, III Percurso Pomitafro, II Encontro de Carros Antigo, Esquinas Culturais, programação cultural, decoração de palco, artes, mídias e cartaz.

Grande parte dos recursos financeiros para a sua realização são oriundos de doações de empresários e comerciantes. A infraestrutura, preparação da cidade para receber os visitantes, a limpeza e a adequação da área do evento, é de responsabilidade da Prefeitura Municipal.  Os trabalhos começaram com de 20 dias de antecedência e envolveram praticamente todos os servidores da secretaria de Obras (garis, braçais, motoristas, eletricistas, operadores e outros).

Data de Publicação: quarta-feira, 04 de setembro de 2019

ACOMPANHE A PREFEITURA
Endereço:
Rua Travessa Pavão, nº 80, Centro, 29843-000

Horário de Expediente:
Seg - Qui, 07h00 às 11h00 e 13h00 às 17h00 | Sex, 07h00 às 11h00 e 13h00 às 16h00
Telefone(s):
(27) 3753-1001 / 1196 / 1195 / 1022

E-mail:
ouvidoria@vilapavao.es.gov.br